Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.upf.br:8080/jspui/handle/tede/1657
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: A relevância da experiência e seu papel formativo: acontecimento, criatividade e continuidade interativa
Other Titles: The relevance of the experience and its formative role: event, creativity and interactive continuity
???metadata.dc.creator???: Hahn, Alexandre José 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Fávero, Altair Alberto
???metadata.dc.description.resumo???: A pesquisa que deu origem a este trabalho problematizou o conceito de experiência, a fim de mostrar a sua relevância para os processos escolares voltados à formação humana integral. Investigamos em que medida o conceito de experiência contribui para fomentar uma formação voltada à vida como acontecimento de sentido e de um viver autêntico. Entendendo que a abertura do sujeito à experiência é a melhor forma de aprender, procuramos responder: Em que consiste o papel formativo de uma experiência relevante no espaço escolar? A partir das obras de Jorge Larrosa (2016), Fayga Ostrower (2014) e John Dewey (1979), realizamos um trabalho de análise conceitual sobre as seguintes categorias: experiência, criatividade, interação e continuidade. A escolha por essas categorias se justifica pela relação direta com a realização e a existência humana. A palavra experiência se deve ao seu aspecto de ligação com o acontecimento humano e, como se demonstrará, não há melhor palavra para descrever o que é um acontecimento relevante na vida dos sujeitos. A experiência é entendida como aquilo que nos acontece, que nos toca, que pode com um determinado impacto vivencial (positivo) criar e fomentar sentidos de aprendizado. Através da experiência, discernimos sobre aquilo que pode trazer sentido à existência humana. Em relação à criatividade, sua escolha é dada pela possibilidade de uma orientação prática em um acontecimento. Tomando este conceito para além de suas compreensões corriqueiras, demonstraremos que o ato de criar não é uma atividade avançada do intelecto humano, mas algo próprio e possível a qualquer ser humano. A criatividade se refere ao mesmo tempo a uma característica e a uma necessidade humana; a tomamos a partir disto como uma possibilidade de adaptação criteriosa ao viver. Sobre as categorias continuidade e interação, se demonstra (com John Dewey) que existe uma imprescindível necessidade de que ambas participem de uma experiência, a fim de que o aprendizado conseguido em um acontecimento relevante gere crescimento intelectual e permita que as próximas experiências extraiam o máximo do seu potencial. No desenvolver da dissertação, respectivamente, nos dois primeiros capítulos, fazemos uma análise concisa e profunda do termo experiência a partir de ensaios de Larrosa (2016) e do termo criatividade a partir de Ostrower (2014). No último capítulo, realizamos uma espécie de encontro conceitual entre as perspectivas teóricas de Dewey (1979) e os autores anteriormente trabalhados. Demonstramos que os autores se somam de maneira razoável, propiciando um entendimento mais claro sobre a orientação na experiência. Destacamos que a ação na experiência nunca será de fato orientada se não houver pensamento reflexivo sobre a ação. Conclui-se que, através do cultivo de experiências formativas no espaço escolar, o sujeito pode entender e transformar a própria vida de maneira mais profunda que outras ações formativas. Mas, para tanto, é preciso interrogar sobre quais são os percalços que impedem a experiência de acontecer no chão da escola. A pesquisa é de caráter bibliográfico e guia-se por procedimentos investigativos adequados à hermenêutica filosófica.
Abstract: The research that gave rise to this job problematized the concept of experience, in order to show its relevance to school processes geared to integral human formation. We has investigate to what extent the concept of experience contributes to fostering life-oriented formation as an event of meaning and authentic living. Understanding that the opening of the subject to the experience is the best way to learn, we try to answer: What constitutes the formative role of a relevant experience in the school space? From the works of Jorge Larrosa (2016), Fayga Ostrower (2014) and John Dewey (1979), we carry out conceptual analysis work on the following categories: experience, creativity, interaction and continuity. The choice for these categories is justified by the direct relation with the realization and the human existence. The word experience is due to its aspect of connection with the human event and, as will be shown, there is no better word to describe what a relevant event in the subjects lives is. Experience is understood as what happens to us, that touches us, that can with a certain experiential (positive) impact create and foster senses of learning. Through experience, we discern what can make sense of human existence. In relation to creativity, your choice is given by the possibility of a practical orientation in an event. Taking this concept beyond its ordinary understandings, we will demonstrate that the act of creating is not an advanced activity of the human intellect, but something proper and possible to any human being. Creativity refers at the same time to a characteristic and a human need; we take it from this as a possibility of careful adaptation in living. On the continuity and interaction categories, it is demonstrated (with John Dewey) that there is an essential need for both to participate in an experience, so that the learning achieved in a relevant event generates intellectual growth and allows the next experiences to extract the maximum of its potential. In developing the dissertation, respectively, in the first two chapters, we make a concise and deep analysis of the term experience from the essays of Larrosa (2016) and the term creativity from Ostrower (2014). In the last chapter, we performed a kind of conceptual encounter between the theoretical perspectives of Dewey (1979) and the previously worked authors. We have shown that authors add up in a reasonable way, providing a clearer understanding of the orientation in the experience. We emphasize that action in experience will never really be oriented unless there is reflexive thinking about action. It is concluded that, through the cultivation of formative experiences in the school space, the subject can understand and transform his life in a more profound way than other formative actions. But in order to do so, it is necessary to ask what are the obstacles that prevent the experience from happening on the school floor. The research is of bibliographical character and is guided by investigative procedures appropriate to the philosophical hermeneutics.
Keywords: Sociologia educacional
Experiência
Interação social
Hermenêutica
Educação permanente
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
???metadata.dc.language???: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade de Passo Fundo
???metadata.dc.publisher.initials???: UPF
???metadata.dc.publisher.department???: Faculdade de Educação – FAED
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citation: HAHN, Alexandre José. A relevância da experiência e seu papel formativo: acontecimento, criatividade e continuidade interativa. 2018. 150 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS, 2018.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/1657
Issue Date: 1-Aug-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018AlexandreHahn.pdfDissertação Alexandre José Hahn749.38 kBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.