Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/752
Tipo do documento: Dissertação
Título: Educação, mulher e política : diálogos em Rousseau
Autor: Peruzzo, Nara Aparecida 
Primeiro orientador: Dalbosco, Claudio Almir
Resumo: A presente pesquisa pretende investigar a proposta de educação desenvolvida pelo filósofo iluminista francês, Jean-Jacques Rousseau, para a mulher na obra Emílio ou da Educação, publicada em 1762. Assim como refletir sobre a finalidade da mesma, e, consequentemente, sobre a estrita relação entre o trinômio educação-natureza-política. Todo o estudo estará permeado pela articulação conceitual desse trinômio centrado especialmente no Emílio, no Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens, também abreviado como Segundo Discurso, e no O Contrato Social. O questionamento central consiste em saber se a mulher está ou não inclusa na cidadania no pensamento de Rousseau e como esta se articula com a educação. O ponto de partida que conduzirá à investigação é o Livro V do Emílio. Neste Livro, Rousseau dedica-se a fundamentar e traçar um projeto pedagógico específico para Sofia, preparando-a para ser a esposa de Emílio. A educação oferecida à Sofia é uma educação que a manterá num eterno estado de minoridade, deixando-a na periferia dos espaços de saber e de poder. Tal tese nos conduzirá ao marco zero da teoria rousseauniana, o Segundo Discurso; no qual revisitaremos como homem e mulher viviam no estado de pura natureza e no estado de transição, trazendo à tona incongruências em sua teoria, tais como os referenciais conceituais de natureza humana, usados pelo autor ao escrever o seu projeto pedagógico para Emílio e para Sofia, assim como para estruturar o novo modelo de sociedade. A tese que resultará dessa pesquisa é que a mulher está excluída de uma cidadania efetiva em Rousseau; por isso, a necessidade da existência de projetos educacionais distintos para Sofia e Emílio. Enquanto Emílio deverá ser formado para ser homem e cidadão, Sofia o é para ser mãe e esposa. Ciente da complexidade da tese apresentada, insiste-se na pesquisa, pois acredita-se que Rousseau, em um período de ruptura com o Antigo Regime e do nascedouro do novo regime, toma partido na disputa pela igualdade de sexo. Mesmo sendo criticado pelo próprio D¿Alembert sobre a forma como via a educação das jovens e também por Mary Wollstonecraft, não só insistiu como também criou uma estrutura lógica conceitual que legitimasse sua posição, a qual influenciou fortemente a estruturação do Estado Moderno. Não se pretende assumir uma posição fechada em torno do tema, mas apenas trazer à tona a discussão, reafirmando o compromisso com a luta por reconhecimento da mulher enquanto sujeito de direitos
Abstract: The objective of this present research is to investigate the education proposal developed by French enlightenment philosopher Jean-Jacques Rousseau for women in Emílio or Education, published in 1762, as well as to reflect on the purpose of it and, its relation with education-nature-politics. All study will be permeated by the conceptual articulation of this trinomial which is centered on Emílio, on Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens mainly, also abbreviated as Segundo Discurso, and O Contrato Social. The main questioning is to investigate if women are included in citizenship in Rousseau; and how they deal with education. The starting point that will lead to the investigation is Book V of Emílio. In this book, Rousseau bases and traces a pedagogical project, specific to Sofia, preparing her to be Emílio s wife. The education offered to Sofia is an education that shall keep her in an eternal state of minority, leaving her in the threshold of knowing and power, unlike the education offered to Emílio who will be prepared to be a man and a citizen. Such thesis will lead us to mark zero of Roussea s theory; Segundo Discurso, in which we will review how men and women lived in a state of pure nature and transition, bringing up inconsistencies in his theory, such as the conceptual references of human nature, used by the author when writing his pedagogical project to Emílio and Sofia; as well as structuring the new model of society. The thesis, which will result from this research, is that women are excluded from an effective citizenship in Rousseau; hence there is the need for distinct educational projects to Sofia and Emílio. In this sense, it is believed that Rousseau, during a period of rupture with the Old Regime and beginning of the New Regime, takes a position when defending the difference and inequality between genders, legitimizing the modern patriarchy. It is not intended here to take a closed position on this theme, but provoke a discussion, reasserting the commitment with the fight for the women recognition as a subject of rights
Palavras-chave: Educação
Mulheres - Educação
Education
Women - Education
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: 
Instituição: 
Sigla da instituição: 
Departamento: Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://10.0.217.128:8080/jspui/handle/tede/752
Data de defesa: 10-Oct-2012
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File SizeFormat 
2012NaraAparecidaPeruzzo.pdf615,45 kBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.