Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/1582
Tipo do documento: Dissertação
Título: Prevalência de dor crônica e sintomas depressivos associados a condições de saúde em idosos institucionalizados
Título(s) alternativo(s): Prevalence of chronic pain and depressive symptoms associated with health conditions in institutionalized elderly
Autor: Bonafé, Marina 
Primeiro orientador: Wibelinger, Lia Mara
Primeiro coorientador: Scortegagna, Silvana Alba
Resumo: O processo de envelhecimento populacional ocorrido pelas diversas alterações estruturais e epidemiológicas, fez com que os indivíduos se tornassem mais longevos. Essa longevidade conduziu a criação de instituições de longa permanência para idosos, com o intuito de acomodar esse grande número de idosos. Após esse ocorrido percebeu-se a grande incidência de dor crônica e de sintomas depressivos, que estes se apresentavam de forma individual ou em conjunto, sendo um a causa ou a consequência do outro. O objetivo do presente estudo foi avaliar a prevalência de dor crônica e sintomas depressivos em idosos institucionalizados e associá-los a outras condições de saúde. Trata-se de um estudo de corte transversal, de base populacional, englobando idosos com idade igual ou superior a 60 anos, de ambos os sexos, residentes em Instituições de Longa Permanência para Idosos, localizadas no estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por meio de entrevista utilizando um questionário estruturado contendo variáveis sociodemográficas, de dor crônica, a Escala de Depressão Geriátrica para rastreio de sintomas sugestivo de depressão, o Mini-exame do estado mental para avaliação cognitiva, o, o Índice de Katz para avaliar a funcionalidade, a SARC-F para obtenção dos resultados referentes à sarcopenia, além dos questionários pertinentes a autoavaliação de saúde e dos itens respectivos à fragilidade. A amostra foi composta por idosos residentes em 14 ILPI, na maioria mulheres, de cor branca, com nível de escolaridade até oito anos de estudo, sem a presença de um companheiro. Em relação à dor crônica sua prevalência não foi estatisticamente significativa na amostra estudada, no entanto na associação da dor crônica com as demais variáveis, ficou evidenciado a relação significativa com reumatismo, lombalgia, polifarmácia, e atividades básicas de vida diária. A associação sintomas depressivos e autopercepção da saúde identificou que a maioria considerou a sua saúde como boa e 44% apresentaram sinais sugestivos de depressão e que na associação dos sintomas sugestivos de depressão e autopercepção da saúde a análise foi estatisticamente significante os domínios: avaliação da saúde no momento atual, avaliação da saúde em comparação as outras pessoas da mesma idade e na avaliação da saúde em comparação há um ano atrás. Ao findar, concluiu-se que a prevalência de dor crônica ocorreu na menor parte da amostra, não sendo considerada estatisticamente significativa, no entanto quando relacionada a fatores associados às variáveis reumatismo, lombalgia, polifarmácia e capacidade funcional os resultados foram estatisticamente significativos. Conclui-se também que ao comparar a autopercepção de saúde com a presença de sintomas depressivos foi possível afirmar que a maioria dos idosos com depressão referia perceber sua saúde como muito ruim, ruim e regular, porém na amostra total, a maioria referia ter uma saúde muito boa e boa.
Abstract: The process of population aging caused by the various structural and epidemiological changes, made the individuals become more long-lived. This longevity led to the creation of long-term institutions for the elderly, in order to accommodate this large number of elderly people. After this occurred the great incidence of chronic pain and of depressive symptoms were noticed, that these appeared individually or together, one being the cause or the consequence of the other. The objective of the present study was to evaluate the prevalence of chronic pain and depressive symptoms in institutionalized elderly people and to associate them with other health conditions. It is a cross-sectional, population-based study involving elderly individuals aged 60 and over, of both sexes, living in Long-Term Care Institutions for the Elderly, located in the state of Rio Grande do Sul. were collected through an interview using a structured questionnaire containing sociodemographic variables, chronic pain, the Geriatric Depression Scale for symptoms suggestive of depression, the Mini-Mental Status Examination for cognitive evaluation, the Katz Index to evaluate the functionality, the SARC-F to obtain the results referring to sarcopenia, in addition to the questionnaires pertinent to the health self-assessment and the respective items to the fragility. The sample consisted of elderly people living in 14 ILPI, mostly white women, with education level up to eight years of study, without the presence of a partner. Regarding chronic pain, its prevalence was not statistically significant in the studied sample; however, in the association of chronic pain with other variables, a significant relationship with rheumatism, low back pain, polypharmacy, and basic daily life activities was evidenced. The association of depressive symptoms and self-perception of health identified that the majority considered their health as good and 44% presented signs suggestive of depression and that in the association of symptoms suggestive of depression and self-perception of health the analysis was statistically significant domains: health assessment at the present time, health assessment compared to other people of the same age and health assessment compared a year ago. At the end of the study, it was concluded that the prevalence of chronic pain occurred in the smallest part of the sample and was not considered statistically significant. However, when related to factors associated with rheumatism, low back pain, polypharmacy and functional capacity, the results werestatistically significant. It was also concluded that when comparing the self-perception of health with the presence of depressive symptoms, it was possible to affirm that most of the elderly with depression referred to perceive their health as very bad, bad and regular, but in the total sample, very good and good.
Palavras-chave: Dor
Idosos
Qualidade de vida
Depressão em idosos
Área(s) do CNPq: SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade de Passo Fundo
Sigla da instituição: UPF
Departamento: Faculdade de Educação Física e Fisioterapia – FEFF
Programa: Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano
Citação: BONAFÉ, Marina. Prevalência de dor crônica e sintomas depressivos associados a condições de saúde em idosos institucionalizados. 2018. 105 f. Dissertação (Mestrado em Envelhecimento Humano) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/1582
Data de defesa: 24-Aug-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018MarinaBonafe.pdfDissertação Marina Bonafé107,64 kBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.