Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.upf.br:8080/jspui/handle/tede/1496
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Políticas educacionais, conflitividade e convivência escolar entre adolescentes: intervenções político-pedagógicas no IFRS-Campus Sertão
Other Titles: Educational policies, conflict and school coexistence among adolescents: political and pedagogical interventions in the IFRS-Campus Sertão
???metadata.dc.creator???: Silva, Gabriele Albuquerque 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Marcon, Telmo
???metadata.dc.description.resumo???: A pesquisa que resultou na dissertação ¿Políticas educacionais, conflitividade e convivência escolar entre adolescentes: intervenções político-pedagógicas no IFRS - Campus Sertão¿ foi desenvolvida a partir de uma investigação qualitativa tendo como foco as relações conflitivas estabelecidas entre os estudantes adolescentes do Instituto Federal do Rio Grande do Sul ¿ Campus Sertão. O método utilizado foi o estudo de caso, tendo como base a observação participante, análise documental e entrevistas semiestruturadas. O objetivo geral consiste em explorar a conflitividade escolar entre adolescentes a partir da ação político-pedagógica do IFRS - Campus Sertão, visando compreender suas manifestações e contribuir na discussão de políticas de prevenção e intervenção na gestão de conflitos escolares. No contexto educativo do Instituto, no qual intervêm cotidianamente distintos agentes, a pesquisa ficou delimitada aos adolescentes de dois cursos técnicos integrados ao ensino médio: o curso de Agropecuária e o curso de Manutenção e Suporte em Informática. Inicialmente, foi realizada uma contextualização do campus com destaque para a sua trajetória de sessenta anos como instituição educativa, sua estrutura e suas regulamentações internas, especialmente as que tratam de questões disciplinares. Na sequência, foram abordadas a conflitividade escolar e suas diferentes formas de manifestação a partir de referenciais bibliográficos selecionados para fundamentar o estudo com base num modelo conceitual composto pela conflitividade violenta (nociva ao processo educacional e à convivência humana) e outro pela conflitividade não violenta (essencial para a convivência democrática, na qual há espaço para o diálogo). Na continuidade, foi realizada uma análise das políticas educacionais no Brasil do ponto de vista do convívio e da violência no contexto escolar, evidenciando-se a carência de políticas que enfrentem de modo mais profundo a problemática da conflitividade. O estudo com os adolescentes do campus destacou as manifestações de conflitividade violenta e as relações de poder entre alunos, bem como as práticas político-pedagógicas desenvolvidas pelos educadores visando intervir nas situações violentas e desenvolver relações de convivência não-violentas. A pesquisa evidenciou que o IFRS - Campus Sertão é uma instituição que enfrenta diariamente situações de conflitividade entre os estudantes (divergências de opiniões, questões de convivência, bullying, quebra das normas institucionais). No entanto, verifica-se um esforço para transformar a conflitividade violenta em relações de respeito para com a diversidade, através de um trabalho interdisciplinar e pautado no diálogo. Nesse processo, é relevante a atuação do Departamento de Assistência Estudantil e o papel dos núcleos existentes no campus, os quais atuam na perspectiva de ações afirmativas. Mesmo havendo uma preocupação por parte da gestão de enfrentar as relações conflitivas, é preciso aprofundar o entendimento sobre a conflitividade escolar, construir ações tecnicamente mais aprimoradas e potencializar os recursos humanos e estruturais existentes. A experiência institucional dos educadores é bastante rica na realização de um trabalho interdisciplinar, e o estudo de caso colabora no entendimento do fenômeno da conflitividade escolar na sociedade brasileira. Evidencia-se a necessidade de qualificar as práticas institucionais e avançar no desenvolvimento de políticas educacionais que promovam relações inclusivas e democráticas, contribuindo para significar os espaços escolares como promotores de uma formação cidadã. A convivência no contexto escolar é um constante desafio. Situações de violência escolar impactam negativamente o processo de ensino aprendizagem, demandando políticas que apontem para a transformação de práticas excludentes em processos educativos dialógicos e democráticos.
Abstract: The research that resulted in the dissertation "Educational policies, conflict and school convivence among adolescents: political-pedagogical interventions in IFRS - Campus Sertão" was developed from a qualitative research focusing on conflicting relations established among the adolescent students of the Federal Institute of Rio Grande do Sul - Campus Sertão. The method applied was the case study, based on participatory observation, documentary analysis and semi-structured interviews. The main objective is to explore the school conflict among adolescents based on the political and pedagogical action of the IFRS - Campus Sertão, aiming to comprehend its manifestations and to discuss about prevention policies and intervention in the management of school conflicts. In the educational context of the Institute, in which the agents intervene daily, the research was limited to the adolescents of two technical integrated to the high school courses: the Agriculture Course and the Course of Maintenance and Support in Informatics. Initially, a contextualisation of the campus was carried out, highlighting its sixty- year trajectory as an educational institution, its structure and its internal regulations, especially the ones about disciplinary issues. Subsequently, school conflicts and their different forms of manifestation were approached from selected bibliographical references to substantiate the study on the basis of a conceptual model composed of violent conflict (harmful to the educational process and human coexistence) and nonviolent conflict (essential for a democratic coexistence in which there is room for dialogue). Afterwards, an analysis of Brazilian educational policies was carried out from the point of view of coexistence and violence in the school context, evidencing the lack of policies that face more deeply the problem of conflict. The study with the campus adolescents highlighted manifestations of violent conflict and power relations among students, as well as political-pedagogical practices developed by educators to intervene in violent situations and develop non -violent relations of coexistence. The research showed that IFRS - Campus Sertão is an institution that faces daily situations of conflict between students (divergences of opinions, issues of coexistence, bullying, the breach of institutional norms). However, there is an effort to transform a violent conflict into relationships based on respect for diversity, through interdisciplinary work and based on dialogue. In this process, the work of the Department of Student Assistance and the role of the nuclei existing on campus are relevant, which act in the perspective of affirmative action. Even though there is a concern on the part of the management of contacts as conflicting relationships, it is necessary to deepen the understanding about school conflicts, to build technically more improved actions and to potentiate the existing human and structural resources. The educators’ institutional experience is very rich in the accomplishment of an interdisciplinary work, and the case study collaborates in the understanding of the school conflict phenomena in the Brazilian society. It is evident the need to qualify the institutional practices and to advance in the development of educational policies that promote inclusive and democratic relations and contribute to signify school spaces as promoters of a citizen's formation. Coexistence in the educational context is a constant challenge. Situations of school violence negatively impact the teaching-learning process, which demands policies that aims the transformation of exclusionary practices into dialogic and democratic educational processes.
Keywords: Educação e Estado
Violência escolar
Educação
Adolescência
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
???metadata.dc.language???: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade de Passo Fundo
???metadata.dc.publisher.initials???: UPF
???metadata.dc.publisher.department???: Faculdade de Educação – FAED
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citation: SILVA, Gabriele Albuquerque. Políticas educacionais, conflitividade e convivência escolar entre adolescentes: intervenções político-pedagógicas no IFRS-Campus Sertão. 2017. 149 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS, 2017.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/1496
Issue Date: 19-Dec-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017GabrieleSilva.pdfDissertação Gabriele Albuquerque Silva3.67 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.