Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.upf.br:8080/jspui/handle/tede/1424
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Produção de biossurfactantes a partir de resíduos da indústria de laticínios para aplicação em processos de biorremediação
Other Titles: Production of biosurfactants from waste from the dairy industry for application in bioremediation processes
???metadata.dc.creator???: Decesaro, Andressa 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Colla , Luciane Maria
???metadata.dc.description.resumo???: A produção de biossurfactantes a partir de meios de cultivo contendo resíduos agroindustrais tem sido foco de vários estudos, dada à necessidade de redução do custo de produção destes biocompostos. A aplicação dos biossurfactantes ocorre em inúmeros setores industriais, e também em processos de biorremediação, onde o composto permite a dessorção e consequente emulsão do contaminante, facilitando, assim, a assimilação pelos microrganismos autóctones, culminando na remediação do solo contaminado. O objetivo deste estudo foi produzir biossurfactantes e utilizar estes biocompostos em processo de biorremediação ex situ de solo contaminado com biodiesel. Os biossurfactantes foram produzidos pelas bactérias Bacullus methylotrophicus e Bacillus pumilus, previamente isoladas de solo contaminado com óleo diesel. A produção de biossurfactantes foi realizada utilizando fermentação submersa em meio de cultivo compostos por soro de leite ou permeado da ultrafiltração de soro de leite, suplementados por fontes de nitrogênio, micronutrientes e indutores. Posteriormente, o biossurfactante obtido a partir dos meios de fermentação foi utilizado em um planejamento experimental com o objetivo de avaliar a influência da adição de biossurfactantes na biorremediação de solo contaminado com biodiesel. Os biossurfactantes produzidos mostraram-se adequados para a diminuição da tensão superficial, sendo que o menor valor de tensão superficial obtido foi para o tratamento com adição de sulfato de amônio, na concentração de 1,0%, com micronutrientes e como indutor óleo de soja, na concentração de 2,0%, para ambos os microrganismos. A tensão superficial mínima, para fermentação com soro de leite, foi obtida com Bacillus methylotrophicus (27,51 mN/m) e na fermentação realizada utilizando o permeado de soro de leite a partir de ultrafiltração a tensão superficial foi de 26,02 mN/m, usando o Bacillus pumilus. Ambos os microrganismos apresentaram estabilidade de comportamento, pois na repetição do tratamento com maior redução da tensão superficial obtiveram-se resultados muito próximos aos alcançados na execução do planejamento. Os biossurfactantes produzidos demonstraram potencial para aplicação em biorremediação de solo contaminado com biodiesel, sendo que a remoção máxima, em torno de 57%, foi obtida nos ensaios realizados com biossurfactante adicionados na concentração de 0,5% e 1,0% em solo não esterilizado, após 90 d de ensaio. Com relação aos tratamentos com o solo estéril, a remoção do contaminante ficou em torno de 20%, indicando que o percentual de biossurfactante não influenciou. Esse percentual ocorre devido à adesão do contaminante na matriz do solo, não sendo possível a remoção pelos métodos e solventes utilizados. A liberação de CO2, apresentou valores elevados de carbono acumulado nos ensaios adicionados de biossurfactante, sendo o valor máximo de 6.474,41 mg C-CO2/kg de solo, com adição de 0,5% de biossurfactante. Desse modo, verificou-se que o uso de biossurfactantes nas concentrações de 0,1% a 1,0% auxiliaram na remoção do biodiesel em solo, sem influência nos processos físico-químicos do contaminante no solo.
Abstract: The production of biosurfactants using agroindustrail wastes has been the focus of several studies, given the need to reduce the cost of production of these biocompounds. Biosurfactants can be can be applied in numerous industrial sectors, and in bioremediation processes, wherein the compound permits desorption and the resulting contaminant emulsion, thereby facilitating the assimilation by the indigenous microorganisms, resulting in the remediation of the contaminated soil. The aim of this study was to produce biosurfactants and use these biocompounds in bioremediation of ex situ soil contaminated with biodiesel. The biosurfactants were produced by bacteria Bacillus methylotrophicus and Bacillus pumilus, previously isolated from soil contaminated with diesel oil. The production of biosurfactantswas accomplished using submerged fermentation in a culture media added by whey or permeate of whey ultrafiltration, supplemented with nitrogen sources, micronutrients and inducers. After, biosurfactants was obtained from the fermentation media and used in an experimental design with the aim of evaluate the influence of the addition of biosurfactants in the bioremediation of a soil contaminated with biodiesel. The biosurfactant produced proved suitable for the reduction of surface tension, with the lowest surface tension value obtained in the media prepared with addition of ammonium sulfate at a concentration of 1.0% with micronutrients and soybean oil as an inducer at a concentration of 2.0% for both microorganisms. The minimal superficial tension, to fermentation with whey, was obtained with Bacillus methylotrophicus (27.51 mN/m) and in the fermentation realized using the permeate from ultrafiltration whey the superficial tension was 26.02 mN/m using the Bacillus pumilus). Both microorganisms showed behavioral stability, because the re-treatment with further reduction of tension superficial yielded very similar results to those achieved in the implementation of the experimental desing. The biosurfactant produced showed potential for use in bioremediation of soil contaminated with biodiesel, wherein the maximum removal of about 57% was obtained in assays performed with biosurfactant added at a concentration of 0.5% and 1.0% in soil does not sterilized after 90 d test. Regarding treatments with sterile soil, the removal of the contaminant was around 20%, indicating that the percentage of biosurfactant not influenced. This percentage is due to the contaminant adhesion in the soil matrix, it is not possible removal by methods and solvents. The release of CO2, showed high levels of carbon accumulated in the tests added biosurfactant, the maximum value of 6474.41 mg C-CO2/kg soil, with 0.5% of biosurfactant. Thus, it was found that the use of biosurfactants in concentrations of 0.1% to 1.0% assisted in the removal of soil biodiesel without influence on the physico-chemical processes of the contaminant in the soil.
Keywords: Engenharia ambiental
Solos - Contaminação
Biorremediação
Solos - Tratamento
Biodegradação
???metadata.dc.subject.cnpq???: ENGENHARIA AGRICOLA::ENGENHARIA DE AGUA E SOLO
???metadata.dc.language???: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade de Passo Fundo
???metadata.dc.publisher.initials???: UPF
???metadata.dc.publisher.department???: Faculdade de Engenharia e Arquitetura – FEAR
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental
Citation: DECESARO, Andressa. Produção de biossurfactantes a partir de resíduos da indústria de laticínios para aplicação em processos de biorremediação. 2016. 93 f. . Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil e Ambiental) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS, 2016.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/1424
Issue Date: 11-Apr-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016AndressaDecesaro.pdfDissertação Andressa Decesaro911.03 kBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.