Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.upf.br:8080/jspui/handle/tede/771
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Justiça, política e formação na república platônica : a paidéia enquanto caminho para a virtude
???metadata.dc.creator???: Santa, Fernando Dala 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Cenci, Angelo Vitório
???metadata.dc.description.resumo???: O presente estudo tem por objetivo investigar o conceito de justiça na República de Platão, em consonância com os conceitos de educação e virtude; e está amparado em uma postura analítico-reconstrutiva de cunho hermenêutico. Procuramos compreender as propostas de Platão a partir da conjuntura sócio-intelectual que o forjou, mantendo em destaque os conceitos aos quais o autor teve acesso, de forma a que pudéssemos acompanhar a construção da sua argumentação, nos abstendo de um imprudente julgamento externo. A filosofia platônica se revela estreitamente ligada às questões políticas, refletindo-se de forma determinante na sua preocupação com os aspectos educacionais. O projeto político-educacional platônico se estabelece tendo como um dos seus pressupostos fundamentais a edificação de um Estado ideal, pautado na especialização funcional de cada um dos seus membros. A justiça, investigada a princípio no âmbito social, se configura, por conseguinte, na harmoniosa hierarquia entre as classes constitutivas do Estado (artesãos, guerreiros e governantes); enquanto no âmbito individual se revela na submissão dos elementos inferiores (irascível e concupiscente) à porção racional da alma. Entretanto, a plausibilidade da proposta de uma Cidade ideal estava subordinada ao primado de um governo filosófico. Platão estabelece a natureza do autêntico filósofo definindo-o como o único capaz de perceber a perenidade da realidade inteligível na caótica efervescência do mundo sensível, tendo, portanto, condições de governar a Cidade amparado em preceitos absolutos. Em seu programa pedagógico, propõe uma criteriosa e esmerada educação filosófica e moral aos que se tornariam governantes. Através das imagens do Sol e da linha dividida, apresentadas no final do livro VI; e da alegoria da caverna, que abre o Livro VII, Platão descreve alegoricamente o caminho a ser trilhado pelo filósofo até a contemplação do Bem, e a plena concretização da sua índole filosófica. No restante do Livro VII, Platão estabelece o currículo a que o filósofo seria submetido, composto pelas disciplinas matemáticas: aritmética, geometria, astronomia e harmonia, que formariam uma unidade de caráter propedêutico, desvencilhando o espírito de toda a percepção sensível, preparando-o para o contato com a dialética, única ciência capaz de chegar ao conhecimento do Bem. Platão contribuiu imensamente para a evolução do problema educacional a partir do seu objetivo de formar o verdadeiro homem público, que teria plenas condições de governar com sabedoria e de fomentar a justiça na Cidade, convertendo-se, dessa forma, também em sumo educador. Nesses termos, partindo do estudo realizado acerca dos princípios educacionais subjacentes à construção da Cidade ideal, tendo como pano de fundo a busca pela essência da justiça, a leitura da República tornou possível o estabelecimento de inúmeros questionamentos no tocante às atuais concepções de Estado e indivíduo, e principalmente sobre os paradigmas educacionais com os quais convivemos
Abstract: The present study aims to investigate the concept of justice in Plato's Republic, in connection with the concepts of education and virtue, and is supported in a posture analytical reconstructive of hermeneutic nature. We are trying to understand Plato's proposals from the social and intellectual environment that forged, keeping highlighted the concepts with which the author had access, so that we could follow the construction of its argument, abstaining from a reckless judgment external. The Platonic philosophy reveals itself closely linked to political issues, reflecting a determinant in its concern with the educational aspects. The political educational platonic project settles having as one of its fundamental assumptions the construction of an ideal State, based on the functional specialization of each of its members. Justice, initially investigated in the social, configures itself therefore in harmonious hierarchy among the classes that constitute the State (craftsmen, warriors and rulers) and at the individual level is revealed by submission of lower elements (irascible and concupiscent) to rational portion of the soul. However, the plausibility of the proposal of an ideal city was subject to the rule of a government of philosophers. Plato establishes the nature of authentic philosopher, defining it as the only one able to perceive the continuity of the intelligible reality in the chaotic ferment of the sensible world, and therefore able to rule the City, supported by absolute precepts. In his pedagogical program offers a thorough and careful philosophical and moral education for those who become rulers. Through the images of the Sun and the divided line, which are presented at the end of Book VI, and the allegory of the cave, which opens the Book VII, Plato describes allegorically the path to be trodden by the philosopher to the contemplation of the Well, and the full realization its philosophical nature. In the remainder of Book VII, Plato establishes the curriculum that the philosopher would be submitted, composed of mathematical disciplines: arithmetic, geometry, astronomy and harmony, which would form a unit of introductory character, disentangling the spirit of all sensible perception, and preparing to the contact with the dialectic, only science can come to the knowledge of the Well. Plato contributed immensely to the development of the educational problem from its objective to form the true public man, that would able to rule wisely and foster justice in the City, becoming thus also the educator. In these terms, based on the study about the educational principles underlying the construction of the ideal City, with the backdrop of the search for the essence of justice, the reading of the Republic has made possible the establishment of numerous questions with regard to current conceptions of state and individual and mainly on educational paradigms with which we live
Keywords: Platão
Educação - Filosofia
Professores - Formação
Platão
Education - Philosophy
Teachers - Training
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
???metadata.dc.language???: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade de Passo Fundo
???metadata.dc.publisher.initials???: UPF
???metadata.dc.publisher.department???: Educação
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citation: SANTA, Fernando Dala. Justiça, política e formação na república platônica : a paidéia enquanto caminho para a virtude. 2013. 111 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, 2013.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://10.0.217.128:8080/jspui/handle/tede/771
Issue Date: 30-Aug-2013
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File SizeFormat 
2013FernandoDalaSanta.pdf519.22 kBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.