Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.upf.br:8080/jspui/handle/tede/1876
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Autoformação como cultivo da vontade: uma perspectiva a partir do homem interior em Agostinho de Hipona
Other Titles: Self-training as cultivation of the will: a perspective from the inner man in Augustine of Hipona
???metadata.dc.creator???: Costa, Daiane Rodrigues 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Cenci, Angelo Vitório
???metadata.dc.description.resumo???: O estudo aqui apresentado tem como objetivo principal a investigação da formação humana nas obras filosóficas Comentários Literal ao Gênesis, A Trindade e O livre-arbítrio, de Agostinho de Hipona. Para isso, abordou-se a noção da antropologia do referido autor; sua compreensão de corpo e alma (dimensão humana no homem animal) e por último, objetivou-se alguns pressupostos de uma educação do ser humano que perpassa uma boa formação da vontade. Este texto trata-se de uma pesquisa bibliográfica, exploratória e de caráter hermenêutico. Através disso, compreendeu-se que Agostinho concebe a ideia de homem como um ser dotado de corpo e alma. A alma, quando bem formada, pode conduzir os indivíduos à vida com sabedoria e, portanto, a uma beata vita. A vontade, parte da estrutura da alma humana para nosso autor, é o que movimenta toda as outras dimensões do ser humano e por isso ela deve ser bem formada. A educação da vontade, para nosso pensador, consiste em realizar o jogo de utilizar os objetos que servem de meio para algo e fruir ou contemplar aquilo que é fim em si mesmo. Com essa distinção e cultivo de si, a vontade humana difere-se do reino animal, que age pelo impulso, e guia bem o homem, concedendo-lhe minimamente uma relação de desprendimento com a matéria. Concluímos, portanto, que a ética agostiniana ao mesmo tempo que estabelece princípios para o bem agir e lograr uma vida feliz, exige para isso um processo formativo que consiste na educação da vontade. Uma vez que Agostinho a compreende como livre em si, isto é, como autodeterminante, ela pode voltar-se por si àquilo que é presença constante, isto é, a objetos de foro contemplativo e afastar-se, tanto quanto possível, dos ditames de uma vida submetida ao mundo material.
Abstract: The study presented here has as its main objective the investigation of human formation in the philosophical works: Literal Commentary to Genesis, the Trinity and the Free Will, by Augustine of Hippo. For this, we approached the notion of anthropology from the mentioned author, his understanding of body and soul (human dimension in the animal man) and lastly, objectified some assumptions of an education of the human being that run through a good will formation. This text is a bibliographic, exploratory and hermeneutic research. Through this, we understood that Augustine conceives the idea of man like a being endowed with body and soul. The soul, when well formed, can lead the individuals to life with wisdom and, therefore, to a beata vita. The will, part of the structure of the human soul for our author, is what move all the other dimensions of the human being and for that it must be well formed. The education of the will, for our thinker, consists in realizing the game of using the objects that serves as the means to something and enjoy or contemplate what is end in itself. With this distinction and cultivation of self, the human will differ from the animal kingdom, which acts by impulse, and guides man well, giving him minimally a detachment relationship with matter. We conclude, therefore, that the Augustinian ethics in the same time that establishes principles for the good acting and achieving a happy life, requires for that a fo rmative process consisting in the education of the will. Once Augustine understands it as free in itself, that is, as selfdetermining, it can turn itself into that which is constant presence, that is, to objects of contemplative forum and to depart, as far as possible, from the dictates of a life submitted to the material world.
Keywords: Educação - Filosofia
Vontade
Alma
Sujeito (Filosofia)
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
???metadata.dc.language???: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade de Passo Fundo
???metadata.dc.publisher.initials???: UPF
???metadata.dc.publisher.department???: Faculdade de Educação – FAED
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citation: COSTA, Daiane Rodrigues. Autoformação como cultivo da vontade: uma perspectiva a partir do homem interior em Agostinho de Hipona. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS, 2019.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.upf.br:8080/jspui/handle/tede/1876
Issue Date: 17-Jun-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019DaianeRodriguesCosta.pdfDissertação Daiane Rodrigues Costa922.51 kBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.