Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/186
Tipo do documento: Dissertação
Título: O Conselho de Estado Imperial e a política externa brasileira : as relações com os países platinos (1851-1870)
Autor: Silva, Jaqueline Schmitt da 
Primeiro orientador: Heinsfeld, Adelar
Resumo: Este trabalho busca compreender o Conselho de Estado do Brasil Império e sua atuação na política externa brasileira para a região platina no período que vai de 1851, marcado pelo início das intervenções do Brasil na região, até 1870, data que marca o final da Guerra do Paraguai. Durante o reinado de D. Pedro II, esteve presente na senda política o terceiro Conselho de Estado, aprovado por lei em 1842 e permanecendo em vigor até o fim do Império, deveria aconselhar o Imperador nos mais variados temas, principalmente sobre a declaração guerra, ajustes de paz, negociações com as nações estrangeiras, assim como em todas as ocasiões em que o Imperador resolvesse utilizar as atribuições próprias do Poder Moderador. Formado pelos políticos mais importantes da época, eram escolhidos e nomeados pelo Imperador. Antes de chegar ao Conselho de Estado passavam por vários cargos na administração pública, como presidentes do Conselho de Ministros, Senadores, Ministros de Estado, Presidentes de Província, Deputados, compondo um quadro de homens convocados também em razão de sua trajetória e experiência na política. Consultavam sobre assuntos variados, mas a submissão de questões ao debate dos conselheiros não era obrigatória. Para a realização deste estudo são utilizadas as Atas da Seção dos Negócios Estrangeiros do Conselho de Estado, bem como as Atas do Conselho de Estado Pleno, observando aquelas que tratam especificamente das relações entre o Brasil e os vizinhos do Prata: Argentina, Uruguai e Paraguai. Nesse período, marcado por conflitos constantes e atividade intensa da diplomacia brasileira na região, o Conselho de Estado teve importante participação nas discussões sobre a política externa a ser desenvolvida com relação a esses países. Analisando as atas das sessões, observa-se que embora se tratassem de complexas relações diplomáticas e as opiniões dentro do Conselho de Estado fossem em muitas ocasiões divergentes, as conclusões a que chegavam priorizavam a ampla defesa dos interesses do Império na região, visando o fortalecimento e soberania do Brasil diante dos demais países e a sua consolidação como nação hegemônica entre os países da América do Sul
Abstract: This work seeks to understand the council of State of Brazil Empire and its performance in external Brazilian politics for platinum region in the period 1851, marked the beginning of the interventions in the region of Brazil, until 1870, the date that marks the end of the Paraguayan war. During the reign of Dom Pedro II, was present on the political path the third State Council, approved by law in 1842 and remained in force until the end of the Empire, the Emperor should advise on the most varied subjects, mainly on the war declaration, adjustments of peace, negotiations with foreign nations, as well as on all occasions when the Emperor resolved using the attributions of moderating power. Formed by the most important politicians of the time, were selected and appointed by the Emperor. Before coming to the State Council passed several positions in the public administration, as chairmen of the Council of Ministers, Senators, State s Ministers, Province s Presidents, gentlemen, composing a picture of men also called because of their track record and experience in politics. For the study are utilized Proceedings of the Section of Foreign Affairs of the State Council, and the Acts of the Council of State Full, noting those that specifically address the relationship between Brazil and neighboring of Prata: Argentina, Uruguay and Paraguay. During this period, marked by constant conflicts and intense activity of Brazilian diplomacy in the region, the State Council played an important role in discussions of foreign politics to be developed with respect to these countries. Analyzing the minutes of meetings, it is observed that though if they were complex diplomatic relations and the opinions within the Council of State were in many different occasions, the conclusions arrived prioritized wide defending the interests of the Empire in the region, aimed at strengthening the sovereignty of Brazil on the other countries and its consolidation as a hegemonic nation among the countries of South America
Palavras-chave: Relações internacionais
Brasil - Política e governo - 1822-1889
Brasil - História - Império, 1822-1889
International relations
Brazil - Politics and government - 1822-1889
Brazil - History - Empire, 1822-1889
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DO BRASIL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade de Passo Fundo
Sigla da instituição: UPF
Departamento: História
Programa: Programa de Pós-Graduação em História
Citação: SILVA, Jaqueline Schmitt da. O Conselho de Estado Imperial e a política externa brasileira : as relações com os países platinos (1851-1870). 2014. 127 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://10.0.217.128:8080/jspui/handle/tede/186
Data de defesa: 8-May-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em História



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.