Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/1336
Tipo do documento: Dissertação
Título: Crescimento físico e desenvolvimento motor em bebês prematuros menores que 1500 gramas acompanhados até os 2 anos
Título(s) alternativo(s): Physical growth and motor development in premature infants less than 1500 grams followed up 2 years.
Autor: Almeida, Fernanda Gabriella Bezerra de Araujo 
Primeiro orientador: Bertolin, Telma Elita
Resumo: Introdução: O desenvolvimento humano é completado durante os primeiros mil dias depois da concepção, ou seja, durante a vida intra-uterina e infância. Pessoas que nasceram com baixo peso e prematuras são mais vulneráveis a doenças crônicas na idade adulta. Insultos que levam à alteração do crescimento em fases precoces da vida podem resultar em déficit permanente na estrutura ou função do organismo em envelhecimento, como exemplificado pela relação entre a restrição do crescimento intra-uterino e o desenvolvimento da síndrome metabólica do adulto, responsável por grande parte dos problemas de saúde da população idosa. Objetivos: Avaliar o crescimento físico e o desenvolvimento motor de prematuros < 1500 gramas acompanhados até os dois anos de vida e observar a diferença clínica entre os grupos menor do que 1000 g e entre 1001 e 1500 g. Analisar possíveis correlações entre alterações do desenvolvimento motor e crescimento físico anormal. Métodos: Estudo retrospectivo de coorte de prematuros que concluíram o acompanhamento aos dois anos de vida no ambulatório de egressos da CTI Neonatal de um hospital filantrópico, no Sul do Brasil. Resultados: A amostra constituiu-se de 82 prematuros, sendo 62,2% do sexo feminino, com peso médio ao nascer de 1127,8 gramas, variando de 460 a 1485 gramas, idade gestacional média de 29,2 semanas, variando de 24 a 35 semanas. Desenvolvimento motor atípico foi encontrado em 29,3% das crianças ao fim do 1º semestre, 26,8% no final do 2º semestre e 16% no final do 4º semestre. Aos dois anos de vida foi detectado atraso do desenvolvimento neuropsicomotor em 19,8%, paralisia cerebral foiencontrada em 4,9% e déficit auditivo em 2,4%. Pacientes com paralisia cerebral apresentaram menor perímetro cefálico durante todo o acompanhamento. Conclusões: O numero de prematuros com alterações de crescimento e desenvolvimento decresceram ao longo do acompanhamento, provavelmente em decorrências dos tratamentos, orientações e estimulações oferecidas. Foi demonstrada a relação entre alteração do perímetro cefálico e paralisia cerebral e entre alterações morfológicas cerebrais e atraso do desenvolvimento.
Abstract: Human development is completed during the first one thousand days after conception, ie during the intrauterine and childhood life. Premature infants are more vulnerable to chronic diseases in adulthood. Insults that lead to changes in growth in early life can result in a permanent deficit in the structure or function of the body in aging, as exemplified by the relationship between the intrauterine growth restriction and the development of metabolic syndrome in adulthood, responsible for a great number of health problems in the elderly population. Objectives: To assess the physical growth and motor development of preterm infants < 1500 g followed by two years of life observing the clinical differences between the groups lower than 1000g and between 1001 and 1500 g. Analyze possible correlations between changes in motor development and abnormal physical growth. Methods: Retrospective cohort study of premature infants who completed the follow-up up to two years of life in an outpatient clinic in southern Brazil. Results: The sample consisted of 82 premature infants, 62.2% female, with an average birth weight of 1127.8 grams, ranging from 460 to 1485 g with a mean gestational age of 29.2 weeks, ranging from 24 to 35 weeks. Atypical motor development was found in 29.3% of children at the end of the 1st semester, 26.8% at the end of the 2nd semester and 16% at the end of the 4th semester. At two years of life, it was detected delayed neurodevelopment in 19.8%, cerebral palsy in 4.9% and hearing loss in 2.4%. Patients with cerebral palsy had lower head circumference during the monitoring. Conclusions: The number of premature infants with growth and developmental impairment decreased during follow-up, probably secondary to rehabilitation treatments, orientations and physical stimulations offered. The relationship between small head circumference and cerebral palsy, and between brain morphology changes and developmental delay, were demonstrated.
Palavras-chave: Prematuros - Desenvolvimento
Capacidade motora nas crianças
Prematuros
Área(s) do CNPq: MEDICINA::SAUDE MATERNO-INFANTIL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade de Passo Fundo
Sigla da instituição: UPF
Departamento: Faculdade de Educação Física e Fisioterapia – FEFF
Programa: Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano
Citação: ALMEIDA, Fernanda Gabriella Bezerra de Araujo. Crescimento físico e desenvolvimento motor em bebês prematuros menores que 1500 gramas acompanhados até os 2 anos. 2016. 67 f. Dissertação (Mestrado em Envelhecimento Humano) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/1336
Data de defesa: 3-Jun-2016
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016FernandaGabrielladeAraujoAlmeida.pdfDissertação Fernanda Gabriella Bezerra de Araujo Almeida895,57 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.