Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/1315
Tipo do documento: Dissertação
Título: Condições de fragilidade em idosos institucionalizados
Título(s) alternativo(s): Conditions of frailty in institutionalized ederly people
Autor: Francio, Fabiano 
Primeiro orientador: Wibelinger, Lia Mara
Resumo: O crescente aumento da população idosa no Brasil traz como consequência alta incidência de doenças crônicas e de limitações funcionais, levando ao aumento no processo de institucionalização destes indivíduos. O presente estudo se justifica pela necessidade de conhecer as condições de saúde e fragilidade de idosos que vivem em instituições de longa permanência no município de Passo Fundo-RS, para que posteriormente possamos fomentar ações de prevenção no sentido de manter estes indivíduos o mais funcionais possível. Como objetivos têm-se: caracterizar as condições de saúde e de fragilidade em idosos institucionalizados, assim como correlacionar o índice de fragilidade dos idosos com a presença de sarcopenia, comparar a presença de dor crônica com a força de preensão palmar, avaliar a interação entre as variáveis de saúde e a fadiga, e relacionar a presença de fadiga com a velocidade da marcha. Estudo de corte transversal, de base populacional, realizado com 211 idosos com idade média de 80,99±9,14 anos, residentes em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI¿s), na sua maioria do tipo filantrópica, no município de Passo Fundo-RS. Como critérios de inclusão, todos os indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos, de ambos os gêneros, que residiam em ILPI¿s na cidade de Passo Fundo/RS. Excluídos idosos hospitalizados no dia da entrevista, aqueles que não compreendiam e/ou falavam a língua portuguesa, e os que apresentavam déficit de compreensão limitante à execução dos movimentos através de comandos verbais, portadores de sequelas neurológicas motoras e de quadros agudos de doenças degenerativas ou doenças crônicas que comprometessem o aparelho locomotor. As perdas amostrais foram idosos elegíveis que se recusaram a participar ou não foram encontrados na ILPI após três tentativas, em dias e horários alternados. Os dados foram analisados através das medidas de frequência absoluta e percentual. Para avaliar a associação entre a dor e a força de preensão palmar foi usado teste t de student, para as variáveis independentes, correlação de Pearson e Sperman, para a assocação entre fadiga e marcha, correlação de Spearman, e para a interação entre fadiga e variáveis de saúde, qui-quadrado e Fischer, com 95% de intervalo de confiança e nível de significância 5% (p¿0,05). A maioria dos idosos avaliados era do gênero feminino (65,6%), idade de 80-89 anos (41%), caucasianas (88,4%), viúvas (51,8%) e com escolaridade básica, tendo apresentado 1 à 8 anos de estudo (68,7%). Declínio cognitivo presente na maioria da amostra (62,6%) e hipertensão arterial sistêmica (54%) o problema de saúde mais relevante. Perda de peso não intencional acometeu 29,9% dos idosos. A força de preensão palmar média foi de 7,34±6,53 kgf na mão direita e 7,19±7,15 kgf na mão esquerda, a velocidade da marcha foi de 21,12±16,83 m/s, havendo relação significativa entre o esforço para realizar as tarefas e a velocidade da marcha dos idosos institucionalizados (p = 0,025). Houve relação significativa entre o esforço para realizar as tarefas habituais e a presença de neoplasia (p = 0,008), assim como entre a impossibilidade de realizar as tarefas habituais e a hipertensão arterial sistêmica (p = 0,019), o acidente vascular encefálico (p = 0,034), a depressão (p = 0,042) e o Parkinson (p = 0,019). Houve apenas relação entre a fragilidade (perde de peso não intencional) e a dor crônica (p = 0,011), assim como entre a dor crônica e a prevalência de sarcopenia (p = 0,011). Verificou-se que não houve relação entre a dor crônica e a força de preensão palmar nas mãos direita e esquerda, e nem entre fragilidade e sarcopenia. Desta forma, investigações detalhadas dos acometimentos relacionados à saúde dos idosos institucionalizados são imprescindíveis para o desenvolvimento de estratégias de intervenção voltadas às necessidades prioritárias destes, com o foco na melhoria funcional, visando promover melhor qualidade de vida a essa população.
Abstract: The raising of older people in Brazil comes as a consequence the high incidence of chronic diseases and functional limitations, leading to an increase in the process of institutionalization of these individuals. This study is justified by the need to know the health conditions and fragility of elderly people living in long-term institutions in the city of Passo Fundo-RS, so that later we can foment preventive actions in order to keep these individuals as functional as possible. The objectives of this study are: to characterize health conditions and fragility in institutionalized elderly people, as well as to correlate the fragility index of the elderly with the presence of sarcopenia, to compare the presence of chronic pain with the palmar grip strength, to evaluate the interaction between The variables of health and fatigue, and to relate the presenc e of fatigue .with the speed of the walking. Cross-sectional study. A cross-sectional, population-based study of 211 elderly individuals with an average age of 80.99 ± 9.14 years old, living in Long-Term Care Institutions for the Elderly (ILPI's), mostly philanthropic, in the city of Passo Fundo –RS. As inclusion criteria, all individuals aged 60 and over, of both genders, who lived in ILPI's in the city of Passo Fundo / RS. It were excluded elderly people hospitalized on the day of the interview, those who did not understand and / or spoke the Portuguese language, and those who had impaired comprehension limits to the execution of movements through verbal commands, neurological motor sequelae and acute conditions of degenerative diseases or diseases Chronic diseases that compromised the locomotor system. Sample losses were eligible elders who refused to participate or were not found in ILPI after three attempts on alternate days and times. Data were analyzed through absolute and percentage frequency measurements. Student's t test was used to evaluate the association between pain and palmar grip strength, correlation of Spearman was used for independent variables, correlation of Spearman was used for the association between fatigue and walking and for the interaction between fatigue and health variables, it was used chi-square and Fischer, with 95% confidence interval and significance level 5% (p≤0.05). The majority of the elderly were women (65.6%), aged 80-89 years (41%), Caucasian (88.4%), widows (51.8%) and had basic education, To 8 years of study (68.7%). Cognitive decline present in the majority of the sample (62.6%) and systemic arterial hypertension (54%) the most relevant health problem. Unintentional weight loss affected 29.9% of the elderly. The average palmar grip strength was 7.34 ± 6.53 in the right hand kgf and 7.19 kgf ± 7.15 in the left hand, gait speed was 21.12 ± 16.83 m / s, with Significant relationship between the effort to perform the tasks and the walking speed of the institutionalized elderly (p = 0.025). There was a significant relationship between the effort to perform the usual tasks and the presence of neoplasia (p = 0.008), as well as between the inability to perform the usual tasks and systemic arterial hypertension (p = 0.019), stroke (p = 0.034), depression (p = 0.042) and Parkinson's (p = 0.019). There was only a relationship between fragility (unintentional weight loss) and chronic pain (p = 0.011), as well as between chronic pain and the prevalence of sarcopenia (p = 0.011). It was verified that there was no relationship between chronic pain and palmar grip strength in the right and left hands, nor between fragility and sarcopenia. In this way, detailed investigations of the health-related impairments of the institutionalized elderly are essential for the development of intervention strategies focused on the priority needs of these, with a focus on functional improvement, aiming to promote a better quality of life for this population.
Palavras-chave: Envelhecimento
Idosos
Bem-estar
Área(s) do CNPq: SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade de Passo Fundo
Sigla da instituição: UPF
Departamento: Faculdade de Educação Física e Fisioterapia – FEFF
Programa: Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano
Citação: FRANCIO, Fabiano. Condições de fragilidade em idosos institucionalizados. 2017. 90 f. Dissertação (Mestrado em Envelhecimento Humano) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/1315
Data de defesa: 25-Aug-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017FabianoFrancio.pdfDissertação Fabiano Francio451,27 kBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.