Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/473
Tipo do documento: Dissertação
Título: Análise técnica e cononômica do controle químico da ferrugem da folha da aveia
Título(s) alternativo(s): Technical and economical analyses of the chemical control of oast crown rust
Autor: Oliveira, Ana Rita Reis de
Primeiro orientador: Forcelini, Carlos Alberto
Primeiro coorientador: Boller, Walter
Resumo: A ferrugem da folha é a principal doença da aveia no Sul do Brasil. Em cultivares suscetíveis, a doença pode reduzir o rendimento de grãos em até 100%. Freqüentemente usa-se fungicidas para o controle da ferrugem, em uma ou duas pulverizações durante o ciclo da cultura. Embora a maioria dos cultivares de aveia seja suscetível à ferrugem da folha, sua reação à doença e sua resposta ao controle químico podem variar. Também, a dose de fungicida e o volume de calda na aplicação podem influenciar no controle. Em 2002 e 2003, foram realizados experimentos no campo da FAMV/UPF, com o objetivo de avaliar as eficiências técnica e econômica do controle químico da ferrugem da aveia. Nestas avaliações foram incluídos os cultivares UPF 18, UPF 19, UPFA 20, e UPFA 22, os quais foram pulverizados com os fungicidas tebuconazol (Folicur) e epoxiconazol + piraclostrobina (Opera) em estádios fenológicos diferentes (elongação, emborrachamento, florescimento, elongação + florescimento). O volume de calda foi de 150 L.ha-1, aplicado através de bicos de jato plano DG 110015. Em outros experimentos, o cultivar UPFA 20 foi submetido a tratamentos que incluíam os mesmos fungicidas, porém em doses diferentes (40, 60, 80, e 100 % da dose recomendada), e dois volumes de calda (100 e 200 L.ha-1). Foram realizadas cinco a seis leituras da severidade da doença durante o ciclo da cultura e integralizadas como área abaixo da curva de progresso da doença (AACPF). Em ambas as safras o cultivar UPF 19 foi mais suscetível, apresentando as maiores AACPFs. O cultivar UPFA 22 produziu mais do que o UPFA 20 em 2002, mas menos em 2003, o que pode indicar uma mudança na predominância de raças do patógeno de um ano para outro. Em geral, duas pulverizações de fungicida controlaram melhor a ferrugem e proporcionaram rendimentos de grãos maiores que uma aplicação. Entre os programas de uma pulverização, os melhores resultados foram obtidos quando os fungicidas foram aplicados no estádio de emborrachamento, seguido pela aplicação feita no estádio de elongação. O resultado econômico com as aplicações dos fungicidas variaram de R$ -45,35 a R$ 297,58 em 2002 e de R$ -62,66 a R$ 399,08 em 2003, tendo sido influenciados pelo cultivar, pelo fungicida utilizado e pelo momento de sua aplicação. A ferrugem foi melhor controlada pelo fungicida aplicado no volume de calda de 200 L.ha-1. A eficiência dos fungicidas e das diferentes doses, o rendimento e a qualidade de grãos, bem como o resultado econômico variaram entre os anos de 2002 e 2003. O resultado econômico foi maior à medida que a dose dos fungicidas e os volumes de aplicação foram menores. O controle químico da ferrugem da folha demonstrou eficácia técnica e econômica em todos os cultivares, exceto quando aplicado no estádio de florescimento
Abstract: Crown rust is the main disease of oats in Southern Brazil. In susceptible cultivars the disease may reduce grain yield by 100%. Fungicides are frequently used to control rust, at one or two sprays along crop season. Although most oat cultivars are susceptible to rust, their reaction to disease and their response to the chemical control may vary. Also, rates and spray volumes used to deliver fungicides may affect control efficacy. Therefore optimization of rust control should consider all these variables. In 2002 and 2003, field trials were carried out at the FAMV/UPF to evaluate, both technically and economically, the chemical control of crown rust. These trials included different cultivars UPF 18, UPF 19, UPFA 20, and UPFA 22, sprayed with two fungicides, tebuconazol (Folicur) or epoxiconazol + pyraclostrobin (Opera), at different plant growth stages (elongation, booting, flowering, and elongation + flowering). The fungicides were delivered at 150 L.ha-1 by flat jet nozzles (DG 110015). Other experiments with the cultivar UPFA 20 included different rates of fungicide (40, 60, 80, and 100 % of the recommended rate), and two spray volumes (100 and 200 L.ha-1). In all trials disease severity was assessed five to six times along the crop season and integrated as area under the disease progress curve (AACPF). In both crop seasons the cultivar UPF 19 showed the highest AACPF and the lowest grain yield. UPFA 22 yielded more than UPFA 20 in 2002 but less in 2003, which may indicate a shift in the pathogen population in the field. Overall, two sprays of fungicide controlled rust better and yielded more than one spray. Among the one-spray schemes, better results were achieved when the fungicides were sprayed at the booting stage, followed by elongation. The net income associated with fungicidal sprays ranged from R$ -45.35 to R$ 297.58 in 2002 and from R$ -62.66 to R$ 399.08 in 2003, being influenced by cultivars, fungicide, and growth stage at the application. The spray volume of 200 L.ha-1 provided better disease control. The efficacy of fungicides, fungicide rates, grain yield, grain quality, as well as the net income varied from 2002 to 2003, mainly because differences in weather conditions between cropping seasons. The net income was higher as fungicide rates and spray volumes were lower. The chemical control of crown rust proved to be reliable technically and economically for most cultivars, except for the control scheme based on a single spray of fungicide at the flowering stage
Palavras-chave: Aveia - Cultivo - Aspectos econômicos
Aveia - Doenças e pragas
Fitopatologia
Oats
Plant diseases
Oats - Diseases and pests
Economic aspects
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::FITOPATOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade de Passo Fundo
Sigla da instituição: UPF
Departamento: Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária – FAMV
Programa: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://10.0.217.128:8080/jspui/handle/tede/473
Data de defesa: 30-Abr-2004
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Agronomia

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
2004AnaRitaReisdeOliveira.pdf748,3 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.