Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.upf.br/jspui/handle/tede/251
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeito da cobertura vegetal no processo erosivo e na regeneração natural da vegetação em área de empréstimo de solo
Autor: Licks, Paulo César 
Primeiro orientador: Thomé, Antônio
Resumo: Em áreas de implantação de grandes obras, os impactos ambientais causados pela movimentação do solo e pelas escavações em rocha criaram necessidade crescente por restauração efetiva das áreas degradadas. Neste trabalho foram experimentados e avaliados dois efeitos da cobertura vegetal em áreas degradadas: a regeneração natural das espécies vegetais e a perda de solo por erosão superficial. Para a avaliação do efeito da cobertura na regeneração natural da vegetação foram listadas as espécies de flora regeneradas. Constatou-se que a espécie Baccharis dracunculifolia tende a reduzir a quantidade dos indivíduos e espécies regenerados quando é aumentada a sua densidade de plantio, enquanto que a espécie Schinus terebinthifolius não interfere na quantidade de indivíduos e espécies regenerados nas densidades avaliadas. Isto pode ser um indicativo da ocorrência do efeito alelopático da espécie Baccharis dracunculifolia nas outras plantas. A utilização da espécie Schinus terebinthifolius tende a apresentar elevação do número de famílias regeneradas quando aumentada a densidade de plantio. Mesmo que tenham sido evidenciadas estas tendências em sete meses de observação, as médias avaliadas ainda não apresentam diferenças estatísticas entre si, analisadas pelos testes de Tukey e Duncan. A Asteraceae é a principal família, pois das dez espécies que obtiveram índices de valor de importância (IVI) mais elevados, seis delas fazem parte desta família tanto na flora do entorno quanto na regeneração natural da vegetação. Quanto ao efeito da cobertura na perda de solo, foi quantificado o solo perdido por erosão laminar e avaliados os seus resultados com a utilização da espécie Paspalum notatum como cobertura. Os resultados desta estimativa equivalem às quantidades de 25,22 t/ha/ano para o tratamento sem cobertura e 1,06 t/ha/ano para o tratamento com cobertura. Foi definida a taxa de erodibilidade (K) do solo baseada nas características do mesmo, por meio do método que utiliza o Nomograma de Wischmeier, obtendo-se valores entre 0,20 a 0,26
Palavras-chave: Solos - Erosão
Solos - Conservação
Recuperação de terra
Soil conservation
Soil erosion
Reclamation of land
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO
Idioma: por
País: 
Instituição: 
Sigla da instituição: 
Departamento: Engenharias
Programa: Programa de Pós-Graduação em Engenharia
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://10.0.217.128:8080/jspui/handle/tede/251
Data de defesa: 30-Apr-2007
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental

Files in This Item:
File SizeFormat 
2007PauloCesarLicks.pdf4,41 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.