Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.upf.br:8080/jspui/handle/tede/2049
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Perfil epidemiológico dos professores e funcionários de uma instituição de ensino superior
Other Titles: Epidemiological profile of teachers and employees of a higher education institution
???metadata.dc.creator???: Silva, Júlia Cristina da 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Alves, Ana Luisa Sant'Anna
???metadata.dc.contributor.advisor-co1???: Fioreze, Cristina
???metadata.dc.description.resumo???: A expectativa de vida tem aumentado no mundo. Observa-se uma proporção maior de mortes entre pessoas com mais de 70 anos de idade, ao mesmo tempo que diminuem as mortes em crianças menores de cinco anos. Tal cenário reflete um grande progresso na saúde da população mundial. As doenças infecciosas estão cada vez mais controladas e, em algumas partes do planeta, tem havido um progresso substancial na prevenção de mortes prematuras por doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). No Brasil, a probabilidade de morrer entre as idades de 30 e 70 anos (mortalidade precoce), devido a um dos quatro principais grupos de DCNT, reduziu-se, entre 1993 e 2010, de 32,3% para 22,8% em homens e de 23,5% para 15,4% em mulheres. Diante disso, o objetivo geral do estudo é conhecer o perfil epidemiológico e fatores associados dos professores e funcionários de uma instituição de ensino superior. Os objetivos específicos são: Identificar a presença de fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis (DCTN); descrever as características demográficas e socioeconômicas dos professores e funcionários; verificar a associação entre os fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis (DCTN) e as características demográficas e socioeconômicas dos professores e funcionários. Foi realizado um estudo transversal com professores e funcionários de uma instituição de ensino superior. Para os critérios de inclusão, foram selecionados todos os professores e funcionários que estavam aptos ao exercício da profissão no momento da coleta de dados. Os dados foram coletados no ano de 2016 através de questionário enviado por e-mail aos professores (N=1.039) e funcionários (N=1.267), totalizando 2.306 indivíduos. O desfecho, presença de doença crônica não transmissível, foi avaliada pelo autorrelato de uma das seguintes doenças: doença cardiovascular, câncer, doença respiratória crônica e diabetes. As variáveis de exposição foram: sociodemográficas, peso, altura, nível de atividade física, consumo de bebidas alcoólicas, uso de tabaco, consumo de frutas, legumes e hortaliças. Os dados foram organizados e analisados em software de estatística. Para as variáveis quantitativas, foram calculadas as medidas de tendência central e dispersão e foi verificada a normalidade por meio do teste de Kolmogorov-Smirnov. Para as variáveis qualitativas, foram apresentadas as frequências absolutas e relativas simples. Para as análises bivariadas, foi aplicado o teste Qui-quadrado e, para a análise multivariada, a regressão de Poisson. Foram investigados 489 professores e funcionários; destes, 21,7% (n=106) referiram ter alguma DCNT. A presença de DCNT esteve associada à maior faixa etária (66,7%) e com algum grau de excesso de peso (28,3%). A presença de excesso de peso aumentou a prevalência de DCNT em 7,6% e ter 60 anos ou mais aumentou a prevalência de DCNT em 41,6%. Os resultados deste estudo permitem direcionar sobre novos caminhos a percorrer na promoção da saúde como estratégia de redução de doenças. Desse modo, não apenas visando à redução de custos assistenciais, mas visando, primordialmente, à qualidade de vida dos participantes desenvolvendo a consciência de sua responsabilidade e autonomia sobre o processo saúde-doença.
Abstract: Life expectancy has increased worldwide. A higher proportion of deaths is observed among people over 70 years of age, while deaths in children under five years are decreasing. Such a scenario reflects great progress in the health of the world population. Infectious diseases are increasingly under control and, in some parts of the planet, there has been substantial progress in preventing premature deaths from chronic non-communicable diseases (NCDs). In Brazil, the probability of dying between the ages of 30 and 70 years (early mortality) due to one of the four main groups of NCDs decreased between 1993 and 2010, from 32.3% to 22.8% in men, and from 23.5% to 15.4% in women. Given this, the general objective of the study is to know the epidemiological profile and associated factors of teachers and employees of a higher education institution, the specific objectives are to identify the presence of risk factors for chronic non-communicable diseases (NTCD); describe the demographic and socioeconomic characteristics of teachers and staff; to verify the association between risk factors for chronic non-communicable diseases (NTDD) and the demographic and socioeconomic characteristics of teachers and staff. A cross-sectional study was carried out with teachers and employees of a higher education institution. For the inclusion criteria, all teachers and employees who were able to exercise the profession at the time of data collection were selected. Data were collected in 2016 through a questionnaire sent by email to teachers (N = 1,039) and employees (N = 1,267), totaling 2,306 individuals. The outcome, presence of chronic non-communicable disease, was assessed by self-reporting of one of the following diseases: cardiovascular disease, cancer, chronic respiratory disease and diabetes. The exposure variables were: sociodemographic, weight, height, level of physical activity, consumption of alcoholic beverages, use of tobacco, consumption of fruits and vegetables. The data were organized and analyzed using statistical software. For the quantitative variables, measures of central tendency and dispersion were calculated and normality was verified using the Kolmogorov-Smirnov test. For qualitative variables, simple absolute and relative frequencies were presented. For bivariate analyzes, the Chi-square test will be applied and for multivariate analysis, Poisson regression. 489 teachers and employees were investigated, of which 21.7% (n = 106) reported having some NCDs. The presence of CNCD was associated with a higher age group (66.7%) and with some degree of excess weight (28.3%). The presence of overweight increased the prevalence of NCDs by 7.6% and being 60 years of age or older increased the prevalence of NCDs by 41.6%. The results of this study provide guidance on new paths to be taken in health promotion as a disease reduction strategy. In this way, not only aiming to reduce care costs, but primarily aiming at the participants' quality of life, developing awareness of their responsibility and autonomy over the health-disease process.
Keywords: Envelhecimento
Epidemiologia - Pesquisa
Doenças crônicas
Trabalhadores
???metadata.dc.subject.cnpq???: SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
???metadata.dc.language???: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade de Passo Fundo
???metadata.dc.publisher.initials???: UPF
???metadata.dc.publisher.department???: Faculdade de Educação Física e Fisioterapia – FEFF
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano
Citation: SILVA, Júlia Cristina da. Perfil epidemiológico dos professores e funcionários de uma instituição de ensino superior. 2020. 43 f. Dissertação (Mestrado em Envelhecimento Humano) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS, 2020.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.upf.br:8080/jspui/handle/tede/2049
Issue Date: 30-Nov-2020
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020JuliaCristinadaSilva.pdfDissertação Julia Cristina da Silva1.36 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.